About me

      Eu era uma dona de casa que fazia da costura um passatempo. Quando meu marido perdeu o emprego, fui à luta e passei a sustentar a família.
     Comecei a dar aulas e a vender colchas de patchwork. O interesse pela arte do patchwork surgiu quando assisti a uma reportagem da Ana Maria Braga: Eu vi uma professora dando as primeiras noções de patch e me apaixonei. Aí, fiz vários cursos, pratiquei muito e fiquei craque em colchas de patchwork feitas à mão ou à maquina. Em muitas, o charme fica por conta da sobreposição. Os pedaços de tecido são costurados um sobre os outros e o trabalho ganha profundidade e riqueza de detalhes. Primeiro, penso no desenho, recorto os tecidos e depois faço o contorno com agulha e linha.
  Desde que arregacei as mangas e decidi fazer dinheiro, ganhei todos os festivais de que participei. Foram 21 prêmios até agora! Agora, comemoro uma nova conquista: fui convidada para participar de uma feira em Houston, nos Estados Unidos, daqui a dois meses. -Adaptado da minha participação no programa Mais Você da Rede Glogo.  
Postagens relacionadas

Twitter

LinkWithin

Postagens relacionads